Auditório Marlise Saueressig

Os espetáculos realizados neste espaço, com capacidade para quase 500 pessoas, contam com uma estrutura de qualidade, reunindo o que há de mais moderno em tecnologias cenográficas, podendo oferecer as melhores apresentações musicais e teatrais. O auditório possui bombonière, banheiroscom acessibilidade para portadores de deficiências físicas, oito camarins, foyer, dois camarotes com capacidade para 36 pessoas, sonorização e iluminação de ótima qualidade e ar-condicionado. Tudo isso faz do Auditório Marlise Saueressig um espaço de cultura, lazer, com muito conforto para os espectadores.

 


 

Endereço: Av. dos Estados, 1080 - Bairro Centro - Fone (51) 3597-0423

 

Homenageada:

Marlise Saueressig, nasceu em 24 de outubro de 1946. É filha de Germano e de Irena Verônica Saueressig. Desde criança sempre se interessou pelas artes, estudou e freqüentava toda a semana o cinema Imperial. Foi madrinha do bolão, do Esporte Clube 15 de novembro, e também Miss Campo Bom.

 

Em 1969 formou-se em Educação Física Infantil pela ESEF- URGS. Em 1971 ingressou na UNISINOS e logo abandonou o curso para integrar-se ao Teatro de Arena de Porto Alegre, onde construiu uma relação de 30 anos com seu diretor Jairo de Andrade. Foi indicada a atriz revelação no ano de 1973 na personagem de Verônica em a “A flor da Pele” e em 1977, foi a primeira atriz a receber o troféu açorianos por sua atuação em “Marly Emboaba”. O filme “Os Mucker”, lhe rendeu em 1979 o troféu KIKITO, como melhor atriz do festival de cinema brasileiro de Gramado. Sua última atuação foi na mini-série adaptada para TV, “O tempo e o Vento”, de Érico Veríssimo.

 

Em 1998 criou o Espaço Gerir, um espaço para práticas de Yoga, Meditação, Palestras e Exposições de Artes Plásticas. Atualmente Marlise é ceramista e vidreira, tem seu próprio atelier e em 2007, uma de suas peças foi selecionada para o XVI salão de cerâmica do MARGS.