Empresas conhecem o Cupom Fiscal de Serviços Eletrônico (CFS-e)



O CFS-e é um serviço inédito na região e funcionará em caráter experimental com 15 empresas selecionadas pelo Município, a partir de janeiro


Empresários e contadores de 15 empresas de Campo Bom, entre academias, oficinas mecânicas e estacionamentos, participaram na tarde de ontem, dia 16, da simulação de emissão do Cupom Fiscal de Serviços Eletrônico (CFS-e). Trata-se de um novo conceito em emissão de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) que está sendo implantado no município e entrará no período de testes em janeiro. As empresas, que foram escolhidas para participar do projeto piloto, puderam acompanhar o passo a passo do processo e conhecer mais a fundo as facilidades do novo método, que tem como maior objetivo transformar o faturamento o mais simples e rápido possível.

As vantagens do Cupom Fiscal de Serviços Eletrônico (CFS-e) para agilizar e facilitar esse processo entre prestadores e consumidores, foram apresentados por Paulo Medeiros, técnico da Infisc, empresa responsável pela implantação do sistema. “Todo cupom é revertido em nota fiscal automaticamente, economizando os gastos com papel e tinta, uma vez que a impressora a calor não exige cartucho. Também requer menos informações para ser emitido, o que torna o processo mais rápido, sendo gerado entre 1 e 2 segundos, quando a nota eletrônica pode levar até 20 segundos, devido ao seu detalhamento”, explicou.

Wilmar Lima, fiscal municipal, completou a explanação falando diretamente do impacto tecnológico desta inovação na área de serviços, onde atualmente existe apenas a nota fiscal de serviços papel ou eletrônica. Entre os aspectos, destacou o imediatismo do fornecimento da NFS-e ao cliente, por meio da leitura do QRCode inserido no cupom. Também da possibilidade de emitir o CFS-e sem a necessidade de internet. “Neste caso, o cupom é emitido com uma descrição contingência, avisando que poderá ser acessado em até três dias pelo site informado no documento”, completou.

Os participantes visualizaram os layouts de todas as páginas do processo, desde o preenchimento das informações até a demonstração da impressão. Os cupons das diferentes atividades circularam entre os participantes, que visualizaram o resultado final e esclareceram dúvidas e curiosidades.

As novidades agradaram participantes como Sanai Lúcia Faller, que trabalha há 10 anos como auxiliar administrativo numa empresa do ramo automotivo e sabe bem a importância da inovação tecnológica nos processos para acompanhar a competitividade do mercado e dos produtos e serviços que oferecem há mais de 40 anos. “É uma ferramenta que vai potencializar diretamente a qualificação dos processos e do atendimento, minimizando o tempo antes investido em burocracias”, afirmou. Ademir Antônio da Silva é contador e atende inúmeras pessoas jurídicas que se enquadram no perfil do CFS-e. Além de simplificar o trabalho das empresas e garantir os direitos dos consumidores, facilita o trabalho da fiscalização. “A proposta beneficia todos os envolvidos e fortalece a fiscalização tributária, fundamental para o exercício pleno dos empreendimentos e o desenvolvimento do município”, avaliou.

Após o período de testes outras 100 empresas de grande volume e menor valor deverão ser integradas ao novo sistema. 

Notícia postada em 17/12/2015


Horário de Funcionamento: Segunda a Quinta das 12:30 ás 18:30hs - Sexta-feira das 7:30 ás 13:30hs